quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Tião Gomes é mais um a engrossar as fileiras da candidatura de Ricardo ao Governo

 
 
 

O deputado eleito Tião Gomes (PSL) confirmou, nesta quinta-feira (14), seu apoio a candidatura de Ricardo Coutinho (PSB). Segundo o parlamentar, a adesão foi motivada pela insatisfação com algumas secretarias do atual governo que não teriam atendido a pleitos para sua região.

Durante o encontro onde afirmou sua adesão ao socialista, Tião Gomes, informou que sua insatisfação é com os secretários da educação, Sales Gaudêncio; da administração, Antônio Fernandes; e, o diretor-presidente da Cagepa, Alfredo Nogueira.

Política PB

Luis Torres mostra documento registrado em Cartório por Maranhão em 2006 garantindo aumento para PM, e ao assumir em 2009 não cumpriu a promessa




O governador José Maranhão (PMDB) incluiu no seu discurso de segundo turno a promessa de implantar na Paraíba a PEC 300 caso reeleito no dia 31 de outubro. Promessa muito semelhante a que fez no segundo turno das eleições de 2006 quando chegou a registrar em cartório garantir de reajuste salarial para os policiais a fim de vencer as eleições contra Cássio Cunha Lima (PSDB).


É o que revela Certidão de Registro assinada no dia 17 de outubro de 2006, em pleno segundo turno da campanha, e registrada no Cartório Toscano de Brito, situado em João Pessoa.


Na Certidão de Registro, o então senador José Maranhão (PMDB) se compromete pessoalmente a atender diversas reivindicações dos policiais à época, entre elas, uma “política salarial igualitária entre inativos e ativos, com permanência da paridade, com promoção de uma mesa de negociação, a ter por objetivo uma política justa e merecida para categoria, que vem perdendo gradatividamente muitos dos seus direitos”.


A certidão, assinada de próprio punho por Maranhão, promete ainda construção de presídio militar, redenção de militares, resgate da Licença Especial contada em dobro para reforma, construção de alojamentos femininos e aumento de vagas em concurso público para mulheres.


Há na certidão de 2006 a promessa até da instituição da Gratificação de Risco de Vida para os policiais, solicitação feita pelo deputado Major Fábio (DEM) ao próprio governador no final de 2009.


E, assim como as demais promessas registradas em cartórios, ainda não cumpridas, mesmo depois de um ano e oito meses da gestão de Maranhão.


Aos policiais militares da Paraíba, cabe agora analisar se fantasia e realidade se misturam para formar uma só verdade. Ou uma só mentira.

Major Fábio reafirma apoio no segundo turno a Ricardo



O deputado Major Fábio (DEM), em entrevista ao programa Rede Verdade da TV Arapuã na tarde desta quinta (15/10), reafirmou votar no candidato do PSB Ricardo Coutinho. O parlamentar disse ainda que não acredita nas promessas de campanha feitas pelo atual governado: “Quem passou 10 anos sem dar aumento ao funcionalismo público, e agora por está perdendo as eleições faz promessas totalmente eleitoreiras”. Afirmou Fábio.
O deputado também comentou que irá cobrar de Ricardo propostas para os policiais Militares e Civis. “Este é o momento de cobrar”.
Major Fábio obteve quase 80.000 votos no último pleito do dia 03, e está sendo cobiçado por ambos os candidatos ao governo do estado, por sua expressiva votação o deputado virou uma peça chave nesse jogo de xadrez que se tornou este segundo turno na Paraíba.


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Pedro Medeiros volta aos braços de Ricardo e diz que quem tem idéia fixa é doido





O deputado estadual Pedro Medeiros (PSDB) abandonou a candidatura do governador José Maranhão (PMDB), a quem aderiu no primeiro turno das eleições, e anunciou que volta a apoiar a candidatura de Ricardo Coutinho, do PSB.

Pedro diz que atende a um pedido do senador eleito Cássio Cunha Lima. “Cássio é meu chefe político. Ele me pediu para votar no candidato do partido ao governo do Estado e por isso eu volto a apoiar a candidatura de Ricardo”, justificou.

Segundo ele, o PMDB o prejudicou na sua campanha de deputado estadual no Cariri paraibano, onde faz política. “Diversos candidatos do PMDB foram para as minhas bases. Em nenhum momento eu me queixo do governador. Me queixo do PMDB”, observa.

Homem desfila nú e acaba celebração de Igreja Católica em São Bento - PB



Um fato inusitado aconteceu na noite desta terça-feira (12), cidade de São Bento, no Sertão da Paraíba, durante a realização da missa em homenagem a Nossa Senhora Aparecida e às crianças, na Capela de Nossa Senhora de Fátima. Francisco da Silva Oliveira, que não teve a idade revelada pela polícia, desfilou nu entre os fieis.

De acordo com a polícia, a atitude do acusado acabou com a celebração religiosa. Todos ficaram indignados com a atitude de Francisco da Silva. Entre os fieis que assistiam à missa estavam jovens de todas as idades, crianças e idosos.

Logo após a celebração religiosa ser suspensa, o fato foi comunicado à polícia. Quatro policiais foram até a Capela de Nossa Senhora de Fátima. Eles tentaram conter o acusado que reagiu e ainda tentou quebrar o altar. Depois de muita luta ele foi dominado e levado para o hospital maternidade de São Bento, onde recebeu atendimento médico.

Em seguida, Francisco da Silva Oliveira foi entregue aos seus familiares que o levaram para casa. Eles contaram à polícia que Francisco sofre com problemas mentais, mas que nunca havia sido agressivo nem praticado nenhum ato que atentasse contra a moral e pudor.

sertaoparaiba.com.br

Major Fábio conversa hoje com Ricardo sobre PEC 300

 
 
Mesmo não tendo sido eleito, o deputado federal Major Fábio (DEM) se notabilizou nesta eleição pela referência que conquista na luta em favor dos policiais. Empunhando a bandeira da PEC 300, que prevê piso salarial para categoria, Major Fábio teve quase 70 mil votos, muito mais do que os quatro mil que recebeu em 2006.
 
Hoje, é disputado pelas forças políticas em confronto no segundo turno das eleições. Tanto que será recebido no final da tarde desta quarta-feira pelo ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB) e pelo ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) para tratar sobre o compromisso da oposição com os policiais.
 
“Vou conversar com eles e saber o que podem garantir. Preciso saber qual a pretensão de Ricardo Coutinho como governador. Se ele poderá conceder aumento, senão no valor em que o governador José Maranhão está prometendo, mas dentro da realidade”, declarou Major Fábio.
 
O deputado disse que os policiais aguardam com ansiedade essa discussão, uma vez que foram pegos de surpresa com o anúncio do governador José Maranhão (PMDB) de que iria instituir a PEC 300 na Paraíba. Para Major Fábio, a promessa é bonita. Mas o governador não teria bons precedentes.
 
Ele lembrou que enviou Maranhão em outubro de 2009 ofício solicitando audiê para implantação de Gratificação de Risco de Vida para policiais de todos os níveis no valor de R$ 1.000 e até hoje nunca recebeu uma resposta.
 
“Se eu não tivesse recebido essa votação de quase 70 mil votos não teriam levantado esse debate aqui na Paraíba”, disparou Major Fábio.
 
Ele confirmou que, durante os dois anos do governo Maranhão III, o governador nunca o procurou para falar de PEC 300.
 
Luis Torres